Remédios para emagrecer: confira a funcionalidade de 7 deles

Remédios para emagrecer: confira a funcionalidade de 7 deles

Se você deseja perder peso, sabe que uma dieta equilibrada aliada à prática regular de atividades físicas é essencial. Esses dois hábitos bastam, mas, em alguns casos, é possível combiná-los com remédios para emagrecer, desde que exista prescrição médica.

É importante saber que apenas pessoas com Índice de Massa Corporal (IMC) maiores que 30 ou com o  27, desde que sejam geneticamente mais propensas ao desenvolvimento de doenças relacionadas ao excesso de peso, como hipertensão ou diabetes tipo 2, poderão ter esses medicamentos prescritos.

Isso porque é possível que as substâncias tenham efeitos colaterais em alguns organismos. Deste modo, veja abaixo uma lista de alguns dos remédios para emagrecer mais conhecidos, como eles agem no corpo, quais as dosagens ideais, os cuidados necessários para cada um e quais as alternativas naturais.

Conheça alguns remédios para emagrecer

mulher segurando uma colher com pílulas

 

PhenQ

Esse suplemento dietético age na queima de gordura, redução do apetite e impedimento da produção de novas gorduras no organismo. Assim, pode ser eficaz na perda de peso, dependendo do uso, dos hábitos alimentares e do metabolismo da pessoa.

De acordo com especialistas, o PhenQ não afeta o humor, o sono e proporciona energia redobrada para que atividades físicas possam ser realizadas. Sendo assim, você poderá perder peso sempre com saúde, já que há a combinação de ambos.

Em termos de efeitos colaterais, apenas dois foram identificados. O primeiro é o sabor das cápsulas que podem surpreendê-lo no início. O segundo, por sua vez, é a dosagem que deve ser respeitada: uma ou duas por dia. Mais do que isso pode causar efeitos colaterais mais severos.

O remédio para emagrecer deve ser tomado, no máximo, duas vezes por dia: de manhã e ao meio-dia. É possível diminuir a dosagem para uma ao dia, se preferir. Porém, tomar mais de duas cápsulas não é indicado.

Além disso, é importante lembrar que o medicamento não é recomendado para mulheres grávidas, em amamentação e pessoas com menos de 18 anos de idade.

estes

Keto é um suplemento alimentar natural que ajuda a queimar gordura. Esse efeito é promovido pelo estado de cetose que ele proporciona e, com isso, a perda de peso acontece. Além disso, ele também melhora a qualidade do sono e preserva a massa muscular presente no corpo.

Enquanto o uso for realizado, é importante favorecer a gordura e limitar o consumo de carboidratos.

Mesmo que o Keto tenha vantagens consideráveis, é importante consultar o seu médico antes de iniciar o seu tratamento.

Quanto a dosagem de remédios para emagrecer, apenas duas pílulas de Keto devem ser tomadas diariamente, no máximo. Em grandes quantidades, pode causar overdose.

Garcinia Cambogia

A Garcinia Cambogia reduz o apetite, fornece energia e estimula o metabolismo. Deste modo, será possível perder peso com saúde.

O medicamento também tem efeitos sem uma dieta rigorosa ou a necessidade de seguir uma atividade esportiva intensa. Deste modo, ele é um dos remédios para emagrecer mais procurados no mercado.

No entanto, vale lembrar que as atividades físicas e a alimentação saudável potencializam os efeitos do medicamento.

É importante consultar um médico e observar a dosagem máxima indicada na bula do medicamento, além de seguir as recomendações do profissional ouvido.

orlistat

Orlistat, também comercializado sob o nome de Xenical, é um dos remédios para emagrecer que deve ser usado apenas com prescrição médica, quando os demais hábitos para a perda de peso não forem eficazes no organismo da pessoa.

Ele trabalha diretamente no intestino, impedindo que as enzimas do sistema digestivo absorvam a gordura ingerida. Essa ação pode reduzir em um terço a quantidade normalmente incorporada.

Os remédios devem ser usados combinados com uma rotina de atividades físicas e reeducação alimentar. É indicado evitar alimentos ricos em gordura para conseguir diminuir o impacto do medicamento no organismo.

Os efeitos colaterais mais comuns observados no Orlistat afetam o sistema digestivo e normalmente aparecem apenas no início do uso. Com o tempo, podem aparecer outros:

  • Hiperatividade
  • Calafrios
  • Dificuldade para dormir
  • Vômitos
  • Diarreia
  • Mudanças de humor
  • Sabor desagradável ou seco na boca
    • Flatulência (às vezes com secreções)
    • Dor abdominal
    • Diarreia
    • Fezes oleosas e macias
    • Dor no reto
    • Dor de cabeça
    • Ciclo menstrual irregular
    • Hipoglicemia
    • Fadiga
    • Distúrbios dos dentes e gengivas

Outro resultado é que as pílulas contraceptivas podem ter o efeito zerado com o medicamento e, assim, as mulheres que fazem uso de ambos, devem adotar outros métodos para evitar a gravidez e a contaminação por ISTs.

Além disso, há riscos de que pacientes com doenças renais agudas podem desenvolvam cálculos renais. Outros efeitos colaterais são: hepatite, cálculos biliares, pancreatite, sangramento de ânus, sigmoidite, aumento do nível de enzimas hepáticas e reação alérgica.

No entanto, a frequência com que eles acontecem ainda é desconhecida. Assim, se faz extremamente necessário a prescrição e acompanhamento médico.

Medicamentos que controlam ou reduzem o peso

 

Mysimba

A proposta desse remédio para emagrecer é aumentar o nível de dopamina no cérebro, incentivando a energia e reduzindo o apetite. A naltrexona, substância presente na composição, ajuda a manter a perda de peso e reduzir o desejo por comida. Esse processo pode afetar ou não o sabor da comida.

Em ensaios clínicos, os efeitos causados ​​pelo propionato ou pela naltrexona foram:

  • Hipertensão
  • Distúrbios do sono
  • dor de cabeça
  • Dificuldade de concentração
  • Palpitações cardíacas
  • Erupção
  • Tontura
  • Dores musculares

Fentermina e Anfepramona

A Fentermina age como inibidor de apetite, estimulando o sistema nervoso e aumenta a sensação de saciedade, fazendo com que o desejo de comer em grandes quantidades seja quase zero.

Eles pertencem à mesma família de medicamentos que as anfetaminas e é por esse motivo que seu uso é estritamente controlado. Os efeitos negativos podem ser perigosos.

Essas duas substâncias ativas estão ligadas à pressão sanguínea e a problemas cardíacos. Os outros efeitos que esses remédios para emagrecer podem gerar são:

E-Book Gratuito Chá Verde Emagrecedor

Chá Verde Emagrecedor! Como fazer? O jeito certo de preparar o chá verde. POR TEMPO LIMITADO, pegue agora mesmo sua cópia gratuita do E-book. As cópias gratuitas já estão se esgotando!

Digite Abaixo Seu E-mail para que possa envia o e- book para você gratuitamente

Remédios para emagrecer: confira a funcionalidade de 7 deles

Cetona de framboesa

Esse composto fenólico natural é um dos melhores queimadores de gordura a base de café verde e cetona de framboesa, substância essa extraída de frutas e com uma série de benefícios, como: reduzir a fome, aumentar a sensação de saciedade, ativar uma termogênese, prevenir e ajudar no tratamento da diabetes tipo 2.

Isso acontece porque as substâncias contidas no produto enviam uma mensagem de saciedade ao cérebro, informando que você não está com fome. Como resultado dessa ação, seu apetite será reduzido.

Outros benefícios são: a diminuição da absorção de açúcar, o aumento do gasto de energia e a desintoxicação do fígado.

Além disso, o remédio para emagrecer também diminui a incidência de radicais livres no  organismo, o que auxilia no combate ao desenvolvimento de algumas doenças, tais como: parkinson, catarata e alguns tipos de câncer.

Mas, como todos os outros suplementos alimentares, a cetona de framboesa não tem efeitos milagrosos. De fato, para que sua eficácia seja acentuada, essas pílulas dietéticas devem ser tomadas junto a uma boa dieta e à prática de atividade física regular.

A dosagem também deve ser levada em consideração e a avaliação médica é necessária para que possa avaliar a compatibilidade do produto à sua saúde geral.

Opções caseiras de remédios para emagrecer

remédio caseiro para emagrecer

 

Eles são alternativas mais fáceis e seguras que podem ser utilizadas para complementar a dieta, especialmente para quem está no processo de emagrecimento. Veja abaixo algumas opções:

Água com gengibre: é feita a partir da adição de algumas rodelas de gengibre em 1L água gelada, que é tomada ao longo do dia. Devido ao efeito termogênico do gengibre, é possível que o líquido possa auxiliar na perda de peso desde que aliado à uma dieta balanceada.

Água de Berinjela: é possível deixar alguns pedaços de molho na água quente e, depois de algumas horas, tomá-la em jejum. Como possui efeitos diuréticos, elimina toxinas do corpo, reduz o inchaço, hidrata e proporciona sensação de saciedade.

Chás diuréticos: o ideal é que sejam escolhidos os que possuem propriedades emagrecedoras, como o chá de hibisco, que pode oferecer perda de peso quando consumido em uma dieta saudável. No entanto, a maioria dos chás diuréticos apenas cumprem a função de reduzir a retenção de líquido no corpo, o que também pode resultar em perda de peso em um primeiro momento.

Gostou de saber mais sobre os remédios para emagrecer? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *