Para que serve a Glutamina? Tudo o que você precisa saber!

Para que serve a Glutamina? Tudo o que você precisa saber!

Tempo de leitura: 6 minutos

A Glutamina é um dos aminoácidos mais importantes do corpo. Contudo, muitas pessoas não sabem seu papel no corpo. Então, para que serve a Glutamina?

Para ajudar você a entender mais sobre para que serve a Glutamina, eu preparei o artigo de hoje sobre o assunto. Ficou interessado em saber mais? Então acompanhe comigo agora mesmo!

O que é a Glutamina?

A glutamina é o aminoácido mais abundante no sangue e representa cerca de 60% da quantidade de aminoácidos do músculo. É construído combinando um aminoácido composto e ácido glutâmico.

É considerado condicionalmente essencial. Isso significa que, em algumas situações, sua síntese pode ser limitada (por exemplo, em crianças prematuras ou pessoas em tratamento intensivo). Nessas circunstâncias, terá que ser consumido por meio de dieta ou suplementação.

É sintetizado principalmente nos músculos esqueléticos (cerca de 90%) por um processo facilitado pela enzima glutamina sintetase do aminoácido glutamato e ácido glutâmico.

Em indivíduos saudáveis, pode ser produzido sem problemas no músculo que pode produzir, armazenar e liberar a glutamina necessária para manter a concentração ideal no sangue.

No entanto, em algumas situações, a síntese está ameaçada, as reservas nos músculos esqueléticos são esvaziadas e as funções importantes desse aminoácido são canceladas.

Dicas de nutrição: as 8 melhores que você precisa conhecer

Essas situações vêm de uma forma de estresse catabólico que pode vir de infecção, cirurgia e, acima de tudo, exercício físico exaustivo!

Vamos entender para que serve a Glutamina?

Para que serve a Glutamina?

Entenda o que é a glutamina como suplemento, para que serve e seus benefícios para o intestino e imunidade.

Mas para que serve a Glutamina? A glutamina é um aminoácido conhecido por seu papel como substrato para a síntese de proteínas. Isso significa que é usada durante a contração dos músculos esqueléticos durante o treinamento e, sem sua presença, nosso treinamento pode ser prejudicado.

A Glutamina é um percursor muito importante na hora do crescimento dos músculos, principalmente após um exercício.

Este aminoácido é um precursor anabólico importante para o crescimento muscular após o treinamento.

Na verdade, o efeito anabólico da glutamina inclui tanto um aumento na síntese de proteínas (hipertrofia muscular ou aumento na contagem de células musculares) quanto um aumento na expansão das células musculares.

Juntamente com creatina, água e carboidratos, ajuda a aumentar as células.

Os mecanismos específicos desses benefícios não foram totalmente explicados, mas algumas ações fisiológicas foram atribuídas à concentração de glutamina no músculo.

Agora que você já sabe para que serve a Glutamina, vamos continuar entendendo mais sobre ela.

Aminoácido importante: Leucina

Primeiro, o aumento da glutamina no músculo permite suprimir a oxidação (quebra) da leucina (um dos 3 BCAAs) e aumenta sua disposição sem liberar radicais livres.

Lembre-se, os radicais livres são átomos de elétrons estranhos que reagem com oxigênio e danificam as células.

A presença de Leucina é uma chave para o crescimento muscular e regula o início da síntese proteica, atuando como um gatilho para o desenvolvimento do tecido muscular. Assim, ao evitar a destruição da Leucina, a glutamina pode ajudar a facilitar a síntese muscular.

A concentração de glutamina também garante um balanço positivo de nitrogênio necessário para a síntese proteica. Também está comprovado que a glutamina pode reduzir o catabolismo muscular, neutralizando os efeitos do hormônio do estresse, o cortisol.

O cortisol é o hormônio do estresse que pode levar à proteólise (destruição dos tecidos proteicos) e à redução do desempenho físico.

Quais são os efeitos da glutamina?

Os papéis fisiológicos variados da glutamina incluem facilitar o metabolismo do nitrogênio, equilibrar os níveis renais ácido-base e também é um combustível importante para o sistema imunológico.

Em situações em que a produção de glutamina é reduzida, a concentração de glutamina nos músculos e no plasma diminuirá. Pesquisas mostraram que a suplementação de glutamina em tais circunstâncias pode melhorar a função do sistema imunológico.

E-Book Gratuito Chá Verde Emagrecedor

Chá Verde Emagrecedor! Como fazer? O jeito certo de preparar o chá verde. POR TEMPO LIMITADO, pegue agora mesmo sua cópia gratuita do E-book. As cópias gratuitas já estão se esgotando!

Digite Abaixo Seu E-mail para que possa envia o e- book para você gratuitamente

Imagem

Glutamina natural reduzida = Crescimento muscular limitado

Como a homeostase da glutamina é prejudicada, o crescimento muscular se tornará mais difícil! Os efeitos resultantes no desempenho são força reduzida, redução da explosão, diminuição da resistência e maior tempo de recuperação.

Acredita-se que a redução nos níveis de glutamina resulte de um aumento na supressão de glutamina pelo fígado e do aumento do uso de glutamina pelos rins e pelo sistema imunológico.

Acredita-se também que essas grandes reduções na glutamina possam levar a certas doenças e infecções. Juntamente com o overtraining, esses efeitos podem continuar mesmo após várias semanas de descanso.

Quais são os benefícios da Glutamina para mim?

Saiba o que é a glutamina, para que serve e quais são os benefícios desse aminoácido.

Estabelecemos o papel da glutamina em nossos músculos e discutimos os riscos de diminuição dos estoques de glutamina após exercícios intensos.

Agora, devemos nos perguntar se tudo isso pode ser corrigido aumentando a ingestão de glutamina e quais são os benefícios específicos dessa suplementação?

Aqui está uma pequena lista dos benefícios potenciais da ingestão de glutamina:

Mais músculos

Combinada com proteínas (soro de leite ou caseína), a glutamina aumenta a síntese proteica no músculo em 8,3% (em comparação com a proteína isolada ou com outros aminoácidos essenciais).

Recuperação mais rápida

Reduz o tempo para que o músculo e a força sejam completamente restaurados após o exercício e protege você do estresse da oxidação após o exercício intenso. Assim, aumenta os benefícios na síntese proteica durante o treinamento de alta intensidade.

Menos desperdício muscular

Por fazer parte de um “pacote” de aminoácidos, a glutamina contribui para a supressão da perda muscular durante um longo período de descanso (após uma lesão ou cirurgia).

Músculo mais seco

Com o treino intenso, a glutamina pode ajudar a aumentar a massa muscular, mas principalmente como todos nós gostamos, a massa magra.

Gostou de saber mais sobre para que serve a Glutamina? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *